terça-feira, 4 de outubro de 2016

Histórias do Bem - Comunidade do Pau de Jucá (Um pouco de sua história) em 09/10/2011. vale a pena ler de novo


Pau de Jucá, situada ao lado do Oeste do Rio Pataxó e fica a quatro quilometro do centro de Ipanguaçu, origem do nome: Em virtude do grande número de árvore chamado Jucá. Pau de Jucá foi no passado uma grande comunidade, tinha mais de 20 casas e mais de 100 habitantes, algumas famílias que contribuíram com o crescimento da comunidade, Gonzaga, Cardosa, Varela (Balbinos), Malaquinas, Cassianos, Simão, Cunha, Barbalho, Pereira e Leocádio.
Casa onde morou seu Manuel Fiscal e seu Olinto Malaquias.

Aqui morou o campeão Adenúbio Melo na sua infância.

A comunidade tinha a bodega de João Tubiba, o comercio de Candio Leite, o bar de Rosalha e a casa de Zizinho onde era realizado festas, casamentos e Calungas, o pastoril de .zulima, dançado só por mulheres e que atraía pessoas de várias comunidades, sem esquecer os brotes vendidos por Zé Ligeiro que ele chamava de Falcão e que todas as crianças achavam deliciosos, era uma comunidade muito animada. Dona Helena já falecida rezava os trinta dias do mês de maio e essa tradição continuo com suas filhas que até hoje ajuda na celebração da festa do padroeiro do Pau de Jucá.
Antiga casa do seu José Simplício.

E quem não admirava o poeta Chico Traíra, suas belas e encantadoras poesias, seu Luiz dos calungas era o maior Calungueiro do Vale. Dona Zilack a primeira professora que ensinava em sua própria casa, Firmo Dantas outro grande mestre que também ensinou os filhos do Pau de Jucá no prédio de João Leocádio, que servia de Escola.

Merece também as nossas lembranças as professoras, Salete Cardosa, Irene e Dona Jacinta. Dona Laura de Chico Dino era parteira da comunidade, fazia parto nas casas e ajudou várias crianças a vir ao mundo, Ana Concon, a curandeira, as louceiras que faziam artes com suas mãos e retirava daí seus próprios sustentos, como Ezilda, Ricardina, Francisca de João Marques e outras.

Destacamos também além das maravilhosas e destemidas famílias, pessoas que encheram e enche de orgulho a comunidade de Pau de Jucá e o nosso Município, como Manuel Fiscal, pessoa muito querida da comunidade, Doutor Edson (Edinho), ex prefeito, Adenúbio Melo (o campeão), vereador e evangélico e nosso querido padre Alcemário. 

Vanda Vanderley era a dona de quase todas as terras da comunidade. O tempo passou, muitos já faleceram, outros foram embora e a Finobrasa comprou parte das terras, e a comunidade foi Sucumbindo ao próprio tempo, enchentes, a busca por um futuro melhor, tudo isso contribuiu para muitos deixarem sua querida comunidade, em busca de um futuro promissor. 
Casas de Dona Jacinta e sua filha.

Mas graças a Deus e ao destino, uma mulher brava e corajosa que passou por grandes dificuldades, mas com sua fé e esperança, não desistiu, ficou na comunidade e por um milagre recebido prometeu construir uma capela e assim Dona Jacinta uma das poucas moradoras da comunidade ao lado de sua família eternizou para sempre a história da comunidade do Pau de Jucá.

Grupo de Oração da Comunidade.

Hoje a comunidade tem um grupo de jovem e de oração formado por pessoas das comunidades próximas e devotas de São Francisco, parabéns Pau de Jucá, Ipanguaçu lhe agradece por sua contribuição na historia política, religiosa do nosso povo.
Seu Olinto Malaquias, esposa e netos.

Esta é um pouco da história do Pau de Jucá contada por Seu Olinto Malaquias e sua esposa Dona Maria de Lourdes.

Ipanguaçu do Bem

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obs: Comentários preconceituosos, difamatórios e sem nenhuma relação com o post, não serão aceitos.